História de vida

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

todo tempo do mundo

Ontem entreguei currículo junto com meu namorado em um restaurante de degustação com cervejas atersanais e hoje já comecei a trabalhar. Depois de muito estresse com currículos e mais currículos. Eu estava muito ansiosa, com tolerância abaixo de zero! Depois de uns dias sem descer na rua, quando fui sai de casa pra ir ate o restaurante foi hard. Me senti uma completa estranha na rua. Fiquei irritada. Odeio gente. Odeio pessoas, multidões. Eu odeio. Daí comecei a mudar de humor com meu namorado.. Não foi nada culpa dele. Mas quando algo me incomoda eu mudo com quem está próximo.. Não consigo evita.. Nós iríamos vir caminhando porque não e longe.. Mas também não e tão perto! Como ele anda super rápido ele saiu andando na minha frente e eu fico irritada e me sentindo um cachorro andando atrás do dono.. Meu humor perante a isso foi piorando.. Me fechei e andei bem afastada e bem pra trás.. Isso e horrível! Ele não se importou.. Já aconteceu outras vezes.. Quando ficamos com raiva um do outro nós não xingamos, nem acusamos ou muito menos berramos. Simplesmente nós afastamos com voto de silêncio. Eu fico arrasada.. Sempre por motivos bobos e sem importância, mas como minha tolerância anda abaixo de zero meu humor muda por tudo.. Eu me odeio por isso... Ele e a única pessoa desse mundo que me faz bem.. Porque a outra que fazia já se foi.. Eu quero ele! Quero estar perto! Eu quero as costas dele.. O cheiro.. Com minhas mudanças de humor constante estamos infelizmente nós afastando.. Fico triste.... Minha noite de sono sem ele e uma noite mal dormida! Eu fico sem dormir.. Não consigo dormir. Nem comer.. Só me tranco no quarto, no escuro e durmo o máximo que posso até ele vir e quebrar o silêncio.

Ele veio caminhando do restaurante e eu simplesmente virei a esquina e peguei o ônibus.. Não dei satisfações a ele.. Segui meu rumo até em casa como se não houvesse outra passagem. Cheguei em casa e cai no meu mundo, dormindo ate não aguentar mais.. E estamos sem se falar.. Voto de silêncio.. Todas as vezes que tentei reconciliar não deu certo porque ele ainda está irritado com oque houve e me ignora ou fala bravo comigo, dai eu fico irritada ou triste e me fecho de novo.. E terrível! Estou pensando seriamente em ir a um psiquiatra tratar esse transtorno maldito.. Mas tenho um medo imenso de deixar de ser eu e de não saber mais quem sou.. Meu nome e depressão, bordeline ,e ansiedade.

Só quero ter um prazer na vida. Um motivo pra viver. Alguém a quem gostar, e cuidar. Sem pedir nada em troca. E esse alguém e ele.. Não o amo. Nem ele me ama. Não irei ama lo. Porém eu quero ele. Quero muito. Ele e meu único e será meu fim. Ele e meu início e será o último. Acredite ele ou não. Pra mim já chega. Nada me importa! Apenas ele.

Sinto muito por mudar o tempo todo e parecer que não me importo e que ele não faz diferença. Ele faz sim. E muita! Eu quero ele no meu escuro. Eu quero ele na minha solidão. Somente.


Nenhum comentário: