Desabafo..

Vocês me perdoariam se eu virase vilã?  :( 

Eu parecia muito bem até 5 minutos atrás.  O diálogo toma rumo dependendo do tom de voz. Não foi oque vc falou. Foi como vc falou. Oque vc disse não foi para me atacar mais o tom de voz pareceu. Minha madrinha desceu e jogou para cima de mim. Sobre o assunto de essa acompanhante ir embora e eu receber o dinheiro.  Desceu aqui ela e minha prima , junto com a acompanhante. 

Me pareceu agressividade o jeito que ela falou comigo, mudei de feição totalmente.  Disse de alto e bom tom, tom de visibilidade em cada sílaba "não conte comigo para fazer nada, a responsabilidade será toda sua". Eu não gostei do tom de voz. Me pareceu debochada. Eu disse de alto e bom tom "pode ter certeza absoluta que eu não irei querer sua ajuda para nada". Disse ela "posso até descer e dar um banho... " eu cortei ela e disse "ah, não muito obrigada. Eu farei tudo , não precisarei nem de um copo com água vindo de vc.." .
Ela disse que estava sendo ignorante. Eu disse" ignorante não,  estou sendo direta. E completamente diferente" Estou com a feição emburrada. Disse que,  se eu dissesse que ficaria com ela , iria ser pra sempre. Que não era pra me aborrecer e desistir. Que eu não sei fazer comida, quem que iria fazer. Porque ela não iria fazer nada.
E foda sabe porque?  Em todo momento só pensa nela. E da mãe dela que estamos falando. E eu me doou ne? Não e ajuda não. E doação mesmo. Uma psicologa me disse que a partir do momento em que vc deixa de ajudar para se entregar por completo.  Vc está se entregando a mercê. Eu entendo perfeitamente. Desde o momento que meu avô conversou por alto sobre o assunto comigo que eu estou pensando. Oque eu queria fixar na minha mente era para que eu não levasse isso como uma obrigação.  Porque ai eu ficaria doente psicologicamente e sem controle nenhum. Isso me afetou, estou tentando encobrir com o amor que tenho sentido. Mas de amor ninguém vive. A base de alguém sempre será sua família.  E quando não se têm família?  Eu não chamo isso de família. Me sinto desolada. Sem escapatória.  Estou sendo punida por algo que não estive culpa. A culpa de ter nascido por uma iresponsabilidade de uma mulher infeliz. A mulher que me carregou durante 7 malditos meses. Eu poderia ter morrido.  Mas de algum modo eu ainda estou aqui. Estou com meu peito doendo de angústia. Ninguém pode fazer isso. Eu não tenho nada. E por isso que me fazem assim. Prostada. Como alguém que não tem e nunca terá nada. Minha vontade neste momento e de sumir e não aparecer nunca mais. Não aguento tanta gente criticando,  egoísta e jogando tudo encima de mim. Tenho postura de uma pessoa segura, autoritária e arrogante. Deve ser por esse motivo que jogam todo o lixo para cima de mim. Porque eu não sinto. Eu não vivo. Porque eu não tenho direito. Neste momento , não dará certo. To fazendo de tudo pra não desabar.. Eu não sou de ferro. Eles esquecem disso. Só quando estiver no fim que vão vir chorar porque eu quase cortei a veia do meu pulso. De que forma posso me libertar? Me matando?  Porque nada caí do céu. Milagres não acontecem. Não acredito em milagres. E conversa para boi dormir. A depressão e algo que sempre vai me atacar e pisar no meu rosto para que eu permaneça no chão. Pode me dar uns alivios mas nunca me livrarei disso. Não sou uma pessoa estruturada. Não sou de ferro. Estou perdendo a nitidez.. Está tudo desfocado.. Estou com medo.. Medo de me dar um ataque e eu fazer uma besteira com a minha vida. A vida que e dos outros. Eu por um momento pensei que era minha missão cuidar da minha vó até o dia dela morrer. Porque nada está a favor de eu sair daqui. Mas, eu estou pensando agora que , eu tenho que sair e sobreviver lá fora, com o risco de não ser forte o suficiente e dar um fim em toda essa angústia. Viver na rua, em momento de euforia eu pensaria como uma aventura, mas não e bem assim. Eu vou passar fome e dormir ao relento. Pensei em sair e ficar na praia. Eu irei ficar doente psicologicamente e pegar uma doença,  que no meu caso seria a tuberculose de novo. Porque todos nós sabemos que uma vez que se tem essa doença,  ela só adormece. Ai eu morrerei aos poucos. Como antigamente,  quando milhares de pessoas morreram sem tratamento. Estou sendo realista.. E a realidade dói. De alguma forma a depressão serve para vc nao viver no mundo da lua.
Eu não estou me fazendo de vítima, longe dd mim ser grotesca desta forma. Estou com vontade de chorar. Eu posso virar a vilã dessa história em que fui destinada. Sabe como? Dizer que ficarei aqui sim. Juntar um dinheiro e sumir. E deixar tds na mão. Todos tem culpa desta situação. Meu avô só pensa nele. Deixa de comprar uma fruta pra dentro de casa pra comprar cerveja pro bar. Diz ele que a renda e pouca. Mas e mentira. Ele não quer essa responsabilidade que ele também quer jogar nos meus ombros.

A quem estou querendo enganar sendo feliz? Me sentindo bem, sendo carinhosa e esperando ao menos um olhar de obrigada. Só levo patada. Só levo grito. Tenho que aguentar tudo calada como se eu não estivesse voz. Oque estou fazendo?  Estou querendo ser feliz e isso? E isso mesmo? Que loucura e essa? Minha nossa. Eu estou me enganando. Não posso querer apoio de ninguém. Ninguém e obrigado a me dar nada.  Eu não quero olhar pra cara da minha madrinha. Não quero olhar pra cara de quem me faz mal. De quem me quer mal. Se eu sair daqui, vou perder oque e meu por direito. E a pessoa que quer me destruir vai ficar feliz. Vai dar gargalhadas de ter me derrotado. Quando souber que estou na sarjeta. Com certeza vai fazer a festa.
Preciso tomar uma decisão. Não vou deixar que me manipulem. Por um momento em que estava cegamente amando de novo, amando sozinha ainda por cima kkkkkk eu cheguei a pensar que o amor vence tudo. Assim como pensei no momento em que me apaixonei. Mas não e bem assim. O amor não vence tudo. Fico dolorida sabendo disso. Vencer.. O mal não prevalece. Toda essa gente que só pensa em si, que acha que quando morrer vai ser enterrado junto com a ganância. Que beleza e tudo. Que dinheiro compra o mundo. Mas ta certo não?  Eu estou assim porque não penso em mim. Só nós outros. Por isso serei e sou pisoteada. Porque e assim. Se vc ajuda , os outros abusam. E isso tudo e muito abusivo.

O aviso que me foi dado e para que eu não deixa-se meus direitos para os outros. Que eu não me isolase.

Mas meu pensamento vai mudar. Daqui a pouco o mundo superior muda oque estou pensando. Acendo um insenso, medito. Respiro o amor novamente.  E tudo ficará maravilhosamente bem. O amor resolverá tudo. Que a maldade não vence. E ficarei serena planejando o futuro sem nenhuma mordomia. Apenas o amor. Meu único sustento. Minha estrutura emocional sem querer assustar.

Que o amor entre em vossos corações,  que respiremos amor. Que o amor seja doado e multiplicado. Que ele vença tudo. Todas as barreiras,  todos os males. Que ele floresça e nós encha de paz, que transborde serenidade. Que entre em nossos sonhos e torne-os realidade. O amor. Nada mais! Nada mais. Obrigada...

Comentários

Ana Alves disse…
Oi querida, vi seu comentário lá no blog e vim aqui... Acho que nunca tinha visitado seu espaço antes.
Não acompanho toda a história, então fica difícil opinar, mas pelo que compreendi, você tem feito muito mais do que sua obrigação e não tem recebido nenhum reconhecimento em troca.
Sei o quanto isso dói, e o quanto dá vontade de chutar tudo e se tornar exatamente o contrário do que somos, mas não vale a pena. Li uma frase uma vez que me marcou bastante "Não perca tempo tentando mudar o mundo, apenas não deixe que o mundo te mude". Não deixe de ser quem você é, não deixe o amor e a bondade do seu coração se contaminarem com o egoísmo das pessoas que te rodeiam. Ao mesmo tempo você precisa ter equilíbrio e pensar em si também, faça coisas por você, dê amor e carinho à si também.

Postagens mais visitadas deste blog

Pessoas são pedregulho. A única felicidade e a de não nascer!

Devemos continuar...

Quero mais do que posso ter. Eu quero mais do que me querem.