História de vida

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Solidão. .

Um vazio no peito
Voz embargada
Vista embaçada
Sem querer enxergar
O que o coração insiste em falar
Dias escuros
Noites geladas
Sozinha na sacada
Observo a vida passar
Olhos marejados
Em busca de um passado
Que se recusa voltar
Olho para estrela solitária
Brilhando com tamanha intensidade
E me pergunto se haverá possibilidade
De um dia a felicidade
Da minha vida participar.

Nenhum comentário: